quinta-feira, 27 de maio de 2010

Pede pra sair.

Melhor ter sofrido um trote daqueles que demonstram logo o "tipo sanguineo" do "sangue novo" que chega na polícia, a ter que aguentar essa mulher. Mais velha e mais antiga na casa que eu, ela implica dia e noite com meu sotaque, desaprova meu estilo street wear, recrimina minhas convicções políticas, faz piada da minha fé e torce contra o meu time de futebol. Adora me provocar, mas sempre levei em banho-maria e procuro manter distância segura. Finjo que nem é comigo. Em qualquer lugar do mundo isso seria bullying, mas aqui é normal que peguem no pé dos novinhos, ou de onde vocês pensam que veio a frase "Nunca serão!"? Dá vontade de pedir pra sair, mesmo. Só que o delegado percebeu, me chamou na sala dele e perguntou se eu queria que ele interferisse na situação. Imagina! Claro que eu disse que não. E o quê? Delegado se metendo em guerra de agentes? Porém, ele me fez perceber que a situação era mais grave do que eu imaginava e agora consigo entender algumas coisas estranhas que aconteceram. Mesmo assim insisti: "Muito obrigada, chefe, mas meus problemas resolvo eu. Já sou grandinha pra saber me cuidar". Mentira, porque né? Depois que saí da sala dele chorei igual criança sozinha. Agora eu sei... dores que a gente não entende são mais difíceis de tratar.

203 comentários:

  1. Ai, ai, sempre tem um que se acha o dono da cocada preta, mas algumas pessoas realmente parecem que tiveram um caso que acabou em traição da nossa parte para perserguir tanto (vulgo ódio incubado)...

    Fique com Deus, menina Mulher na Polícia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. ...
    Peguem no pé dos "novinhos" ou dos diferentes?
    Guerra de "agentes" ou de mulheres?
    Coisas "estranhas" ou comum a todos?

    O desafio não está somente na profissão, mas em si mesma.

    O que será o melhor?

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. "...dores que a gente não entende são mais difíceis de tratar."
    Muito mais!!!!!!!
    Tudo que não se SABE, fica difícil de entender...!

    Mas, logo adiante...: "ele me fez perceber que a situação era mais grave do que eu imaginava e agora consigo entender algumas coisas estranhas que aconteceram."

    Então, como ficamos?: o que será que, mesmo entendendo, faz vc aguentá-la? Não sei..., nem que ela fosse sua mãe...

    Olhe, segui meu raciocínio, e escrevi. Sou assim. Caso eu entenda algo, partilho profundamente com quem me relaciono; dessa forma 'me' melhoro, e a quem comigo estiver.

    Seu texto, seu comentário, seu 'conto de vida, real', continua de extrema qualidade.

    Abrçs.

    ResponderExcluir
  4. Mesmo que ela esteja doente, não é justo que essa situação se extenda indefinidamente.

    Abrçs.

    ResponderExcluir
  5. Dor é dor, não é? E por que não chorar? Todos nós devemos chorar.

    ResponderExcluir
  6. Linda, ainda bem que o delegado notou, pior quando essas criaturas são da graça do seu superior e ele finge que é cego.

    Força, daqui a pouco vc tá no lugar dela, se optar ficar. Acredite em mim, na polícia o tempo passa rápido.

    BJs.

    ResponderExcluir
  7. As pessoas chamadas implicantes são normalmente inseguras, não são competentes, não se garantem. Então, nada melhor do que arranjar alguém para descarregar as suas frustrações. O problema é que o fazem de forma dissimulada, querendo desqualificar o outro. De todo modo, manter uma distância é sempre bom. Quanto a chorar, nada mais humano e digno. Demonstra sua integridade e caráter. Abraço grande. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  8. Daniel, meu querido!!!

    Acho que é mais ou menos por aí mesmo. Sabe os cães que demarcam territórios? Se chega outro no pedaço ele começa a querer defender seu espaço.

    É fogo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Com certeza ela está tentando te afetar...resta saber por que. A psicologia diz que perseguições desse tipo, em geral, são por que a pessoa quer ser tão notada quanto você, ou precisa provar algo para si ou para os demais a sua volta.
    Então, das duas uma.
    1 - ou ela é insegura e te acha superior e, por isso, sente que precisa provar aos outros que vc não é tão perfeita, e que ela ainda está por cima.
    2- ou Ela acha que precisa aparecer mais, por que estão olhando demais para você.

    Seja qual fora a escolha, a resposta é a mesma. ELA É INSEGURA!
    Sei muito bem como é isso, tinha uma colega de trabalho que fazia isso comigo diariamente. É mesmo um INFERNO.

    Mas relaxa. Sabemos que somos bem sucedidos quando tem alguém pegando no nosso pé.

    Bjo

    ResponderExcluir
  10. Gigi, minha linda!

    Isso é muito complicado...

    Os tópicos colocados por você dão muito o que refletir em cima. Muito inteligentes! Mas a questão "equipe" aqui dentro é muito forte, linda, é um grupo e acabou. Certamente ela está querendo me ajudar, só que tá se empolgando demais. Caracas!

    Obrigada! Adoro quando você gasta a sua inteligência comigo. rs

    Beijo, amiga.

    ResponderExcluir
  11. Novinha,

    Esse assédio moral tem em todo lugar, mas no serviço público é desmoderado e, quase sempre, fica impune.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Sylvio,

    Não se preocupe, de jeito nenhum, eu acho tão bom que você tenha passado por aqui, lido e ter demonstrado que se importa. Só tenho a te agradecer, amigo.

    Deixa eu tentar explicar melhor. O que eu não entendo é: Se tem tão poucas mulheres na polícia, por que elas não se unem em vez de ficarem implicando umas com as outras?

    Por que eu aguento? Primeiro porque não quero me indispor com ninguém, sou a parte mais fraca e com certeza eu vou ficar em desvantagem. Segundo porque a interferência do delegado vai prejudicar minha imagem para com os outros colegas. Aí acabou...

    Não é mole, não.

    Beijo, querido.

    ResponderExcluir
  13. Machado!

    É meu querido...

    Bota a maior banca com o chefe que quer ajudar e depois vai chorar sozinha... ridícula, mesmo.

    Essa sou eu...

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Competições as vezes fazem bem! Pois, temos a oportunidade de nos auto-avaliar, agora, se somente vermos os defeitos dos outros: Sofreremos muito!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  15. "Llorar como una niña" Creo que se vale dejar caer la mascara de fortaleza cuando no nos ven.....

    Que tengas un bonito fin de semana

    Besos con cariño

    ResponderExcluir
  16. Ahahahahahah acha? :-))

    Porque eu acho complicado esse tipo de postura no sentido de envolver questões pessoais, como crença, sotaque ou qualquer outra coisa do gênero. São coisas que, na minha opinião, não devem ser mexidas.

    Acho que há melhores maneiras de ajudar ou incentivar alguém.

    Beijinho!

    ResponderExcluir
  17. Oi Mônica...

    Então, amiga, eu quase caí de costas... Não sabia que isso fosse chamar a atenção do chefe.

    Na verdade, Mônica, ela está nas graças do chefe, sim. Mas ele enxerga super bem (rs). Não tomou partido nem para o meu lado nem para o lado dela. Acho que ele queria intermediar a coisa.

    No lugar dela, eu faria como você, procurava ajudar, dar força, incentivar as mais modernas. Mas o trabalho dela é muito chato aqui. rsrsrsrs

    Obrigada, mais uma vez, pela força.

    Beijinho!

    ResponderExcluir
  18. Pessoas recalcadas? Manda pra consultora aqui que tudo tem jeito nessa vida! Rá!

    Migah! Trabalhar com outras mulheres acontece muito disso... E nem é questão de inveja, mas sim de competição implícita, mesmo. Bobeira de quem não consegue ser 'mais eu', sabe? Faça a tua parte que, com certeza, é muito bem feita. Caso contrário, não incomodaria tanto os outros! ;-)

    Beeeeeeejo!

    ResponderExcluir
  19. nÃO DA PARA RESOLVER NA PORRADA RSRSRSR
    BJOS

    ResponderExcluir
  20. Que bom que você veio! Fico muito feliz com a sua chegada. Ainda bem que você é da Polícia! (Risos!...)
    Boa-noite!

    ResponderExcluir
  21. Oi Mari!!!

    Valeu pela tentativa de levantar a minha moral (rs).

    Tudo bem, a fila anda e haverão outros novinhos pra tomarem o meu lugar também. rs rs rs

    Esse lugar aqui eu passo com todo prazer.Quem sabe pra você!!! hahahaha
    Brincadeirinha...

    Se depender de mim vais ser muito bem recebida aqui na minha polícia quando chegares.

    Valeu!

    ResponderExcluir
  22. Como tem gente 'urubu' por aí né? Que gosta de espalhar tristez, mas não cai nesta não... proteja-se!


    Beijo

    ResponderExcluir
  23. Chorou pq quis.Devia ter deixado ele agir.Para isso existem os chefes.

    ResponderExcluir
  24. Força guria!!!

    Tenho certeza que logo mostrará seu valor(se já não o fez) e receberá o respeito devido!
    Deixará de ser uma "novinha" e terá que lidar com outros "novinhos" heheh

    Abraço.

    ResponderExcluir
  25. Pra mim, isso se chama marcação de território. E, no fundo, ela só quer ver até onde vc aguenta e se será igua a ela afinal. O perigo é se ela perceber que você será melhor?!!!

    Eita Ego!

    BeijOo

    ResponderExcluir
  26. Oi Lago!!!

    Esse também vai ficar impune... por enquanto eu não posso fazer nada. Mas fica o aprendizado para experiências futuras. Um dia vou ser antigona.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  27. Oi Leo!!!

    Seja bem-vindo!

    Pra haver competição o jogo tem que ser equilibrado. Competidores no mesmo nível e afim de jogo. Não é o caso.

    Amei o seu blog!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  28. Por falar em assédio moral, lembro-me de quando era estagiária do curso téc em enfermagem. Uma funcionária (também téc de enfermagem) me chamou de "menininha". A princípio, parece não ser nada, mas vi que todas as da sala acharam graça. Acabei por me sentir um pouco constrangida, pois percebi que foi em tom pejorativo e isso me causou muito desconforto.
    Imagino se eu tivesse respondido chamando-a "velhota". Acho que ela não ia gostar nem um pouco, assim como suas coleguinhas.
    Enfim, "não faça aos outros o que vc não gostaria que fizessem a vc". Esse ditado todos conhecem, mas poucos levam a sério. Por isso o mundo tá como tá! ^_^

    Beijinho

    ResponderExcluir
  29. Oi Gigi!!!

    Pois é... concordo contigo plenamente. Mas ela pensa diferente.

    Eu não me importo com brincadeiras, gosto até quando as pessoas são brincalhonas e levo na esportiva tranquilamente. Eu não acho que seja maldaaaaade da parte dela. Mas sinto que ela tá misturando as "prerrogativas da antiguidade", se é que se pode chamar assim, com questões pessoais mal resolvidas.

    Assédio moral... ha... nem te conto!
    Como você disse lá... vou revelando aos poucos.
    rs

    Beijos, "menininha".
    : )

    ResponderExcluir
  30. Oi Dani...

    Mas amiga... competição???
    Pra ganhar o quê, mais trabalho???
    hahahaha

    Já sei... vou chamar ela num cantinho e falar assim:
    - Oi fofa (no sentido pejorativo mesmo, pois ela está devendo pra balança, sabe?), prest'enção aki ó... Eu sou magra... não quero e não preciso ocupar o lugar de ninguém.
    hahaha...

    Magra e malvada... me odeio!
    Beijo, amiga!

    ResponderExcluir
  31. Ballesteros!!!

    Yo lloro, y mucho, pero no dejo que nadie vea. Así está mejor.

    Besos a México!

    ResponderExcluir
  32. Tibi!!!

    hahaha
    Se pudesse eu já teria resolvido há muito tempo. Ia ser uma briga boa.
    rs rs rs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  33. Oi Érica!!!

    Tem gente que se incomoda com a alegria dos outros, né, Dra. É assim mesmo. A gente segue palavriando. rs!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  34. Oi Mari...

    Tenho dificuldades para entender o que ela quer com isso. É por isso mesmo que eu choro.

    Não preciso da intervenção dele... o fato de ele estar ciente já me deixa muito mais tranquila. Não vou tomar nenhuma atitude pra prejudicar ninguém, não tem necessidade.

    Eu decidi continuar jogando limpo, mesmo que ela esteja me sacaneando assim.

    Sacou?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  35. Olá Facco!!!

    Obrigada pela força, futuro novinho.
    Espero que não aconteça o mesmo com você.
    Mas se acontecer considere-se avisado. É pior entrar na pilha deles.

    Beijão, meu querido.

    ResponderExcluir
  36. Eu vejo através da minha objectiva, que por detrás de um rosto duro e implacável, de uma autoridade, há uma mulher doce e frágil, que é capaz de chorar.
    E pergunto porque é que o ser humano é assim sempre humilhando, e espezinhando o que aparentemente é mais fraco???
    E vejo que é melhor ser delinquente, que autoridade.

    Um beijinho no teu rosto, para enxugar essas lágrimas,
    José.

    ResponderExcluir
  37. Alane!!!

    Amiga... já soube de muitas histórias de "melhores policiais" que morreram em situações ridículas...

    Mas isso que você disse faz todo o sentido. Tem gente que chega num patamar em que não se sobe mais e então começa o declínio. Nessa fase aparecem as paranóias...

    Nossa, vou abrir um consultório de análises psicológicas. hahahaha

    Um beijo, querida.

    ResponderExcluir
  38. Isso aí só pode ser uma coisa... DOR DE COTOVELO das bravas, daquelas que doem dia e noite... liga não, é ela quem faz o papel ridículo...

    Bom fim de semana pra vc...

    bjinhos

    ResponderExcluir
  39. José!!!

    Me explica. Como é que um delinquente faz um retrato desses de alguém na polícia? Só tem uma explicação: capturando o ângulo humano da "autoridade".
    : )

    Só não podes divulgar essa bela foto entre meus inimigos, né? Que vergonha...

    É por isso que senti um gosto de lágrima e beijo doce. Era você! rs

    Obrigada, é linda a foto.
    Beijos!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  40. Olá amiga nada complicada...

    Pra você ver como as pessoas complicam as coisas, né? Haja paciência, amiga... e sangue frio.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  41. Af, já me deu comichão só de pensar nessa mal-amada aí! Mas ô inveja hein mulher? Despeito dos "brabo", chuta que é macumba que você vai está é muito bem na fita. Esse patrimônio histórico da Polícia que trabalha contigo pensa que boi deitado é vaca. E pelo pouco que te conheço, essas lágrimas que você derramou vão custar tão caro pra ela!

    ResponderExcluir
  42. Dama de Negro...

    Deixar isso pra lá, linda. É tocar o barco... se a gente entrar na pilha... fica é pior.

    Vão custar nada... quero que ela seja muito feliz prá lá. Bem pra lá, entende?

    Só não vou sentir saudades, dela, amiga. rs!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  43. Ainda bem que você tem essa cabeça tão boa mulher! Eu sou tão estressada! rs...

    ResponderExcluir
  44. rs rs rs

    Que nada, boba...

    Se eu estivesse longe dele como você está longe do seu namorado, você iria ver o que é uma mulher estressada. haahahahaha

    Quero saber detalhes desse reencontro, hein moça?

    Fiquei super feliz por você, Dra. Dama de Negro.

    Um beijão...

    ResponderExcluir
  45. Dor que a gente não entende?
    Se a gente entendesse não seria dor.
    Né não?
    Só 1 tiquinho de coragem prá visitar o outro lado da lua...

    ResponderExcluir
  46. Nossa...
    Existe momentos que essas dores só nos fazem ser mais fortes...

    Bjs

    ResponderExcluir
  47. Entendi.
    Tudo isso, essa situação, faz parte do jogo.
    Vc tomou a atitude (profissional), correta. Custa, claro, e como custa! mas, é assim que são as coisas.

    Ao comer aquele frango bem assadinho (nham nham!), corremos o risco de rolar um ossinho na fita, que nos fará tossir um pouco, ela é o osso...

    Tudo passa, até os passarinhos passarão. :)

    ResponderExcluir
  48. Sabe novinha, isso acontece em todo ambiente profissional, não é exclusividade da polícia, mas acho que você tem todo direito de mudar de idéia, caso a situação fique insustentável. Se não aguentar mais a pressão, volte a falar com seu chefe, e diga que quer sim que ele intervenha. Às vezes precisamos assumir que precisamos de ajuda.
    E aguentar mal amada e mal c....., não dá, né?
    Siga o seu coração e bola pra frente, querida. Faça o que for preciso e seja feliz!
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  49. Oi b.

    rs rs
    Para dor de cabeça... dipirona. É fácil tratar.
    Dor de rejeição... eu não entendo, logo, não sei tratar.

    É difícil, amiga.
    Beijinho!

    ResponderExcluir
  50. Rebeca...

    Tem razão. As dores fazem a gente valorizar o que realmente importa, né linda, isso é sinal de crescimento, mesmo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  51. Infelizmente são coisas que acontecem em todos lugares e setores.
    Basta-nos a ética.
    Bjs e ótima semana!

    ResponderExcluir
  52. Sylvio...

    O mundo dá muitas voltas. A fila anda, as coisas mudam, a vida segue seu curso. Não vale a pena fazer muito alarde em cima disso. É um desgaste desnecessário.

    O delegado já sabe... e não fui eu que contei.

    Pois é... o frango caipira é o melhor, na minha opinião, mas leva mais tempo pra cozinhar. rs rs rs

    Obrigada, querido.
    Super beijo!

    ResponderExcluir
  53. Dra. Aline!!!

    Pois é, Dra., nada como uma opinião profissional sobre o assunto.

    Deixa comigo, qualquer coisa a gente vira essa porcaria dessa mesa, oras.
    : )

    Beijo, linda!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  54. Carol, querida!

    Então, se eu for entrar no jogo dela isso vai virar uma baixaria sem tamanho.

    Obrigada, moça bonita!

    ResponderExcluir
  55. Isso me parece que está precisando de vcs duas ter uma conversa reservada, sem testemunhas. Já fiz isso uma vez, funcionou. Se tiver de chorar que seja ela.

    Menina, não deixa essa criar raizes pra cima de vc não. Corta logo, essa história que novato tem que submeter aos caprichos dos antigos já é ultrapassado.

    Os novatos tem muita vontade de aprender e os antigos tem o dever de ensinar a prática, por que a academia ensina a teoria.

    Isso que vc descreve é realidade ou ficção?

    Beijo no coração.

    ResponderExcluir
  56. São os batizados na pressão, rsss...
    Obrigado pelas visitas e pelo carinho, uma ótima semana
    beijo

    ResponderExcluir
  57. Eu estou amando.Os professores que eu mais gostei até agora são do Pucci e do Meni.
    A carga horária está meio puxada,e a Acadepol fica meio distante da minha casa.Mas está valendo a pena,está td mto lindo!

    ResponderExcluir
  58. Ora, menina, não deixe nenhuma 'mais velha' te pisar, não!

    Mostre a que veio!

    * * *
    "Até porque zero a zero resulta em prorrogação e depois pênaltis..."

    É, faz sentido o que você disse no meu blog, hehe.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  59. Olá J. Araújo!!!

    Saudades suas!!!

    Sentar pra conversar? Já tentei ponderar sobre matérias alvo das críticas dela. Mas sem progresso, pelo contrário. Qualquer coisa que eu disser poderá ser usado contra mim. É munição nova pra ela...

    A minha esperança é que com o tempo ela desista de mim... acabe a graça, ou sei lá... ela arrume outro (a). Claro que uma hora isso vai ter um fim.

    Sobre os antigões ensinarem a prática para os mais novos... É isso que acho estranho aqui... já escrevi um post sobre isso... eles não confiam nos novinhos, ou então... sei lá... acho que estão escondendo o jogo, por insegurança, talvez...

    Sei não... pode ser coisa da minha cabeça... De repente alguns aqui não têm muita coisa pra ensinar, mas precisam manter a imagem de que sabem muito. Acho que esse é o caso dela...

    J. Araújo... eu narro fatos da minha vida mesmo.

    Obrigada por ter passado por aqui. Gostei demais de ler as suas palavras.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  60. Oi!

    O André, meu noivo (do Retratos por Escrito), foi quem me apresentou seu blog. Comecei a ler e não consegui parar: você escreve muito bem e tem muita coisa importante pra dizer! Que Deus a abençoe não só nesse bullying, mas em todos os percalços da sua vida. O mais importante é o que está evidente nesse post: você reconhecer sua fraqueza, nem que seja somente diante de Deus (e dos leitores). É ao reconhecer nossas (muitas) fragilidades que podemos ser fortes em Deus.

    Grande beijo da nova fiel leitora! :-)

    ResponderExcluir
  61. Sei não... pode ser coisa da minha cabeça... De repente alguns aqui não têm muita coisa pra ensinar, mas precisam manter a imagem de que sabem muito. Acho que esse é o caso dela...

    Vendo umas séries de tv que abordam policiais, vida em delegacias, etc..., vamos tomando interesse e conhecimento sobre o que passa no meio.
    Hoje essas séries beiram a perfeição em roteiros e atores, então, é como se desfilassem vidas, em nossas telas.

    Voltei aqui porque os assuntos que vc coloca são tão... reais! que fica impossível não me envolver; e tambem volto para, mais uma vez, concordar com vc, e lhe oferecer um 'apoio', uma 'companhia', umas palavras, um raciocínio enfins, que coloco a sua disposição. Amigos são pra isso não?

    Então vamos lá:
    "sobre os antigões ensinarem a prática para os mais novos... acho que estão escondendo o jogo, por insegurança, talvez..."

    Parece que isso não existe ('ensinar novinhos'), parece que ou o cara é, ou não é (policial). Se for, parece que esperam dele/dela que saiba e espere de tudo, de 'tudo'... (me refiro aqui aos 'podres', claro).
    As nuances dos acontecimentos numa vida dentro de uma profissão, são as vezes muito sutis... - muitas coisas rolam num ambiente de trabalho além do que sonha nossa vã filosofia; aí então, se formos nos guiar pelos outros, pelo ambiente..., fica difícil. O melhor mesmo é fazer o vc faz: raciocina, atua, deduz, faz seu trabalho, e vai tocando o bonde!

    Quanto a moça..., ela pelo jeito não vai ser sua amigona do peito; talvez esteja enciumada; talveaz não ponha fé no taco dela; talvez seja mal amada (ou, ame mal); talvez vc tenha uma voz macia, aveludada, sensual..., e ela não. (rêrêrê!!)

    Caramba, entrei pensando em falar coisas assim...: profundas; mas acabei ficando mesmo no feijão com arroz...

    Não falo mais neste assunto, vc já sacou qual é.

    Abrçs irmãzinha.
    Hummm, irmazona talvez?

    ResponderExcluir
  62. Por vezes as pessoas pegam connosco porque não lhes damos atenção, tal e qual fazem as crianças. E você é mais jovem, mais bonita...(ai ai! assegure-se que não há por aí alguma paixão frustrada!) :)
    Beijo

    ResponderExcluir
  63. Olá,

    Obrigada por visitar meu site.
    Um grande abraço !

    Marcia

    ResponderExcluir
  64. Mesmo que voc~e não queira utilizar esse nome, é bullying sim. Se te soar melhor podemos chamar de assédio moral ou agressão/abuso psicológica/o... apenas sinônimos... as consequnecias emocionais, psíquicas e sociais são as mesmas!
    Cuidado... talvez seja interessante voce entender que, apesar de grandinha, nem todos os problemas pode-se resolver sozinha (iiiiiiih, rimou, rs)

    Beijos novinha!

    ResponderExcluir
  65. 'Agora eu sei... dores que a gente não entende são mais difíceis de tratar.'

    Ow se são!
    Sabe, eu não sei se eu chegaria logo de voadora ou se eu riria feito a Paola Bracho, mesmo morrendo por dentro. Fingir que não ligamos nem sempre resolve, né? Mas chorar alivia a raiva que deve ser contida pra não virar assassinato!
    Hahaha, tô brincando mas é sério.
    Boa sorte, querida!

    ResponderExcluir
  66. O pior de não saber tratar uma dor é que no final das contas nos sentimos incapazes (de continuar, de lutar, de conquistar) por algum tempo, e isso parece multiplicar a dor em si, algo que antes de qualquer sentimento poderia até não ser algo tão grande.

    Mas o bom é que sempre depois de uma queda, há a possibilidade de se levantar e seguir em frente. Para todos, só depende de quem vai escolher isso ou não.

    ResponderExcluir
  67. Aaaaaaaaaaaaaah! Tá explicado, então!! Desculpa ae, Magrela!! Hihihiiii!!

    ResponderExcluir
  68. Saber contornar certas situações da vida é pura arte! Se cuida e boa sorte! Boa semana :D Abraços

    ResponderExcluir
  69. JOCA:"O TEMPO É O SENHOR DAS VERDADES".Quando os anos passarem, vai ver quem sera exonerado ou aposentado e esquecido, O TEMPO ENSINA AOS SENHORES DA RAZÃO A SABEDORIA.Já passei por isso e hoje tenho dó dos que me magoaram.
    POR CIMA DAS NUVENS DE CHUVA EXISTE UM SOL BRILHANTE, E A NOITE É SEMPRE MAIS ESCURA ANTES DO AMANHECER:VC É A MAIS CORAJOSA DAS MULHERES NA POLICIA, JÁ QUE POSSUI UM BLOG(Eu(antigão) nunca tive essa coragem). Bjos.

    ResponderExcluir
  70. Eu tive um chefe que me perseguia numa escola onde trabalhei. Eu não aguentei. Pedi pra sair.
    E o "cocoronel", heim? kkkkkkkkkk
    Aplaudi de pé!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  71. Soninha, minha linda!

    A minha procuro manter sempre 12 por 8. Pra não entrar na pressão deles. Só que de vez enquando a gente explode em lágrimas. Também faz parte.
    : )

    Beijinho!

    ResponderExcluir
  72. IP!!!

    Faça muitos amigos IP.
    Nota não é importante, amigos sim.
    Ai que saudade da academia!!!

    Beijos!
    Ps. Não comenta do meu blog aí não... senão vão fazer um estudo dos meus "causos" como modelo do que não se deve fazer na polícia. rs rs rs

    Beijinho, novinho!

    ResponderExcluir
  73. Oi Érica!!!

    Mas é isso que estou tentando dizer a ela, que eu vim em paz! Só isso... Haja paciência!
    : )

    Beijos, moça!

    ResponderExcluir
  74. Oi Norma!!!

    Seja muito bem-vinda!
    Muito obrigada pelo incentivo e pelas belas palavras. Muito bonitas, mesmo. Mas, por favor, fique à vontade para criticar também.

    Posso te contar um segredo? É ingênuo aquele que não sabe que uma mulher se arma de suas fraquezas.

    ; )

    Beijo, querida!

    ResponderExcluir
  75. Nossa! Sobre o "segredo", você me fez lembrar de um episódio de CSI (você gosta desses seriados policiais americanos? eu adoro!) em que o Grissom diz algo assim, mas em um contexto diferente, bem no final do episódio. Há um personagem feminino que lidera uma espécie de "bordel sem sexo" para realizar desejos eróticos, e um dos mais procurados é o sadomasoquismo. Na história, uma das moças do lugar, que é a contraparte "masô" de um cliente, acaba se apaixonando por ele e assassinando algumas pessoas que o incomodavam, acreditando que era isso que ele queria que ela fizesse. Quando descobre isso tudo, o cliente, estarrecido, comenta a loucura da situação com Grissom, enfatizando que ele não havia mandado a moça fazer nada. No entanto, Grissom observa: "Você não sabe que o masoquista é exatamente o que controla tudo? Pois é ele que tem o poder de mandar parar." Há nisso uma sabedoria parecida com a que você expressou agora. Ao mesmo tempo, esse "poder da fraqueza" é perigosíssimo: a liderança da mulher, quando mal utilizada, se transforma em manipulação e autoritarismo velado e cruel, à beira do abuso de poder. É de fato o que está acontecendo com essa pessoa descrita por você...

    Que nossas fraquezas femininas nunca sirvam para manipular (no máximo, fazer charminho, hehe), mas que sobretudo nos ajudem a amar melhor! ;-)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  76. Imagina, Sylvio!!!

    Eu fico super feliz com sua participação nos comentários. É mais que um privilégio, ler o que você tem a dizer sobre esse tipo de assunto.

    Esses ensinamentos da parte policial prática que você comentou, tem ficado muito a desejar, porque o que acontece é eles deixarem a gente de fora até ter um pouco mais de experiência e saber se conduzir no teatro de operações, mas como vamos aprender se estamos de fora?

    Sabe uma coisa? Não sou o tipo de pessoa que capta muita coisa nas entrelinhas. Às vezes coisas muito óbvias me passam despercebidas. Mas compenso essa deficiência pelos olhos dos meus amigos. : )

    Às vezes Deus manda anjos pra mostrar coisas que os homens não enxergam.

    Muito obrigada pelo apoio e pelo carinho.
    (Você tá me deixando muito mal acostumada!)

    hehehe

    Beijinho, amigo!

    ResponderExcluir
  77. Oi Gio!!!

    hahahaha
    Uma paixão frustrada?
    Vc tá querendo dizer dela para comigo?!
    Que horror!

    De mim para com ela te garanto que não é!
    ahahahahahaha

    Obrigada, querido!
    : )

    ResponderExcluir
  78. Oi Marcinha!

    A casa é sua, minha linda!
    Fique à vontade, tá?
    Obrigada por ter vindo.

    Super beijo!

    ResponderExcluir
  79. Tahiana, minha linda...

    Você sabe que eu respeito demais a sua opinião, né amiga?

    Notei um tom de advertência no seu comentário... é impressão minha? Vc falou em "consequências" e "ajuda"... Podes definir esses termos pra mim?

    Nossa, é tão bom quando você vem!

    Beijos, linda!

    ResponderExcluir
  80. Com todo respeito, nem sei se esse é o momento, mas toda vez que penso em alguém sensual, penso em você, ou melhor nessa "Mulher na Polícia"

    Abraços Imundos

    ResponderExcluir
  81. Essa Norma..., fera!

    Assisto CSI...e aquela série daquele cara que é um serial mas que só pega safado..., cacilda! esqueci o nome!
    Tem uma outra série que tem um careca (policial), que faz os conchavos dele o que me deu a impressão de que ele era um traste; mas, percebi que o cara não era nem mais nem menos que os outros...
    Tem aquela também: Desparecidos.
    Oz: assisti a série praticamente inteira, até me enjoar (enojar?), de tanta sacanagem...

    Ambiente de empresas me estressam; delegacia então, nem me imagino trabalhando numa; mas no fim, se for ver, aonde tem humanos tem conflitos. E desses, apesar de trabalhar autônomamente, também não escapo...

    Abrçs!

    (Palavra de verificação: arseninyng. Sei lá, me lembrou arsênico... Rsrs!!!)

    ResponderExcluir
  82. Dayne!!!

    Deus me livre e guarde!!!
    Nem nos meus piores pesadelos passa isso pela minha cabeça!!!

    Voadora... hahahahahah

    Adoooooooro seus comentários!

    Linda! 'brigada!

    ResponderExcluir
  83. Tamara, querida...

    Eu tô sendo sincera com você. Eu não consigo entender esse comportamento dela. Sabe? Se eu entendesse eu daria um jeito, resolveria da melhor forma possível e ponto final. Incapacidade... você resumiu exatamente o que sinto. Eu me sinto mesmo completamente incapaz de fazer qualquer coisa agora, mas tenho esperanças... é o que me resta.

    Mas também não tem muita importância... E não sei porque eu fico tão chateada com isso.

    Que coisa!

    ´brigadão por suas palavras, minha linda!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  84. Dani!!!

    "Melhor uma paz magra do que uma vitória gorda". (Thomas Fuller)

    : )

    Um abraço, minha amiga!

    ResponderExcluir
  85. Nessa vida sempre aparece alguem que se acha,,,que pensa que sabe mais que os outros,,,e no final das contas,,,sabe nada....beijos de otma semana.

    ResponderExcluir
  86. Cris!!!

    É mesmo. Artes cênicas: finjo que não é comigo, represento na frente do delegado.. Rir quando se quer chorar. E o público responde: Pede pra sair!

    Que fiasco!

    Beijo, moça bonita!

    ResponderExcluir
  87. Oi Joca!!!

    Que bom que você veio!

    Eu sempre espero a sua opinião em cada post, sabia??? Porque você está comigo aqui desde o início e porque sendo antigão da casa, você deve ter melhores meios de avaliar as situações.

    Pelo que entendi, do que você falou, a gente precisa dar tempo ao tempo. Temos que esperar, não é isso? Então parece que já estou pensando pelo menos no mesmo sentido que você em algumas questões. Será que isso significa amadurecimento? hehehe Não sei... Insegurança? Medo? Sabedoria? Você tá certo... o tempo dirá, né?

    Obrigada por ter vindo.

    ResponderExcluir
  88. Oi Sanzinha!!!

    Cocoronel?
    hahahahahahahahahahahaha

    Precisamos deixar claro que isso foi um fato isolado, né linda, e a gente não pode sair gerenalisando... né? Já pensou se eles começam a achar que todas as mulheres na polícia são iguais a mim??? Pobre da instituição...

    Beijos, lindinha!

    ResponderExcluir
  89. Oi Norma!!!

    Sabes que meu problema com as séries é não conseguir acompanhar as temporadas? Tem um quê de novela nos seriados que não me agrada. Daí que deixo para assistir logo tudo de uma só vez em DVD.
    : )

    Linda... bri-lhan-te o seu comentário sobre essa manipulação do "poder da fraqueza"! Concordo com você e acho até que, se eu não estiver exagerando, poderíamos dizer que qualquer tipo de poder, qualquer tipo de liderança, qualquer tipo de charminho, qualquer tipo de sedução, qualquer tipo de vantagem... QUANDO MAL UTILIZADOS "se transformam em manipulação e autoritarismo velado e cruel, à beira do abuso de poder". Olha que perigo!

    Mas hein? Será que não tem lá um quê de sado-masoquismo nessa história de exploração a que as mulheres se submetem no decorrer dos séculos? Se fosse o caso, eu adoraria seguir a linha do Grisson e dar um basta nessas agressões em série... Isso certamente nos faria amar melhor. (Ou seja... a pessoa não consegue dar um basta na colega de trabalho e quer salvar a humanidade... Ai papai... rs!).
    : )

    By the way... guria, como é que tu consegues administrar tantos blogs??? Cara! Mulheres inteligentes tem um charme todo especial!
    ; )

    Beijão!

    ResponderExcluir
  90. Imundo...

    E eu poderia saber o motivo disso?
    Agora fala...

    rs

    ResponderExcluir
  91. Olá Sylvio!!!

    Boa noite, querido!!!

    Talvez eu possa recomendar uma série que assisti e me surpreendi recentemente, chama-se "A lei e o crime", quase ninguém que conheço assistiu a essa série... e eu simplesmente amei! É produção nacional e a trama se passa numa delegacia de polícia do Rio de Janeiro. A personagem principal é uma delegada novata que veio da alta sociedade carioca e resolve virar policial após o assassinato do pai... Dizem que estão trabalhando no filme sobre a série... pagar pra ver!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  92. Éverson!

    Desconfio disso também...
    Mas vamos acreditar no sistema, né?
    E dar um voto de confiança pra geral.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  93. OLÁ AMIGA QUE LINDO SEU BLOG FIQUEI ENCANTADA BEIJOSSS ESPERO VOCE TAMBEM NO MEU BLOG

    ResponderExcluir
  94. Oi Esperança!!!

    Que nome mais lindo esse seu!!!
    Vou sim! Pode deixar.
    Obrigada por sua visita, viu, moça!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  95. Chega né Sylvio...

    Vamos mudar de assunto???
    : )

    Beijos!

    ResponderExcluir
  96. Amiga,
    eu assisti a série "A lei e o crime" passou na record. Realmente fantastica. Eu ficava vidrada na telinha...a impressao que deu é que teria continuação. até hj espero.
    Eu tenho aquela musica da trilha sonora "preparar, apontar, fogoo..." é uma das musicas q tenho no meu mp3 que eu uso pra corrida
    :D

    ResponderExcluir
  97. No dia que eu estivesse pu$% da vida com ela certamente colocaria umas tachinhas pra ela sentar em cima e assim sentir um pouco de dor. Vai driblando ai menina e quando chegar em casa chore, se for o caso. Aguenta firme mulher. Boa sorte!

    ResponderExcluir
  98. Ahh, eu queria ter sonhado isso também!
    : (

    ResponderExcluir
  99. E que presente!!!

    Por que não me contou isso antes?

    ResponderExcluir
  100. Não sei.


    Queria saber explicar e lembrar dos detalhes.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  101. Muito obrigada!
    : )

    Tô aqui rindo pras paredes!

    ResponderExcluir
  102. Não há o que agradecer, linda. :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  103. Ainda estou sem reação, na verdade.

    Spartanski

    ResponderExcluir
  104. A resposta foi.: Não (?).

    Spartanski

    ResponderExcluir
  105. Faz carinha feliz?

    :)


    Tenha um perfeito dia, maninha!

    Spartanski

    ResponderExcluir
  106. Conseguiu avançar mais um pouquinho? Saí apressadamente mas, não esqueci.


    Depois me fala onde estamos.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  107. Tudo sim, linda. E você? Como foi seu dia? :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  108. Mais um dia difícil, maninha, mas graças a Deus, mais um leão morto.

    Faltam poucos mas esses poucos são dos grandes.

    Tô um pouco cansadinha...

    Você conseguiu dormir um pouquinho hoje?
    (Eu já tô morrendo de sono)

    : )

    ResponderExcluir
  109. Sim, um pouquinho, quando retornei.


    Imagino o quanto deve estar cansada. Não teria como ser diferente.

    Boa noite, então...?
    É crueldade que você não dormir agora...

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  110. Não vou dormir agora, flor.

    Quero conversar um pouquinho com você antes.

    : )

    ResponderExcluir
  111. Dia após dia você vai conseguir driblar esses "obstáculos", nocautear/matar os leões e voltar pra casa bem.


    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  112. Não...
    Não posso me sentir bem assim, maninha.

    Spartanski


    ResponderExcluir
  113. Retifico:

    "É crueldade você não ir dormir agora..."

    Spartanski

    ResponderExcluir
  114. Olha...

    Eu, mesmo cansada, não vou poder dormir agora. Tenho muita coisa pra fazer hoje ainda, inclusive estou precisando de você aqui, pra me ajudar...
    : D

    ResponderExcluir
  115. É?

    Status: + 15min na "área"?

    :D

    Spartanski

    ResponderExcluir
  116. Me fala o quanto precisamos avançar.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  117. Gostei disso - estou dizendo...


    Vamos?

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  118. Você tinha algo importante pra me falar, não tinha?

    ResponderExcluir
  119. Parece que você tá um pouco aflita com isso, maninha. Talvez falar logo te acalme um pouquinho.
    : )

    ResponderExcluir
  120. Não, pelo contrário. Totalmente.

    Spartanski

    ResponderExcluir
  121. Fala, maninha, e use o tempo que precisar.
    : )

    ResponderExcluir
  122. Ahhmm...

    Acho que vou dar um passo pra trás.

    ResponderExcluir
  123. Desculpa, não sei se já é o efeito do sono... mas acho que não entendi.

    ...

    ResponderExcluir
  124. Você deve estar com tanto soninho...

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  125. Ha!

    Entendi. Que bom que sabia...


    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  126. Da facu, da cidade, do Estado, do curso...

    ResponderExcluir
  127. Tinha um texto que vc tava querendo postar aqui ou eu sonhei com isso?

    ResponderExcluir
  128. Estou aqui, pra +15min. Vamos agora?

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  129. O que você quer dizer com isso?

    Spartanski

    ResponderExcluir
  130. Vc queria dizer algo e depois disse "melhor não".

    Eu queria saber o por quê do "melhor não".

    ResponderExcluir
  131. Eu devo estar dormindo e no meu sonho você tá falando grego.

    : )

    ResponderExcluir
  132. Me fala, o que você não entendeu?

    Spartanski

    ResponderExcluir
  133. Maninha...

    Me perdoa, mas eu trabalhei o dia inteiro. Precisava rever um conteúdo extenso, com o qual vou trabalhar amanhã...

    Tem mais de duas horas (eu acho) que eu estou esperando pacientemente você dizer algo que eu entendi que estava te afligindo... vc me deu seus e-mails, um link e um milhão de mensagens truncadas...

    Eu tô tentando de boa vontade, com todo o meu coração entender se tem alguma coisa que você quer que eu saiba, que eu faça por você, que eu... sei lá.

    Me ajuda...



    ResponderExcluir
  134. Iniciando: + 15min.


    Vamos?

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  135. Não vai dar...

    Eu tô morrendo de sono.
    : (

    ResponderExcluir
  136. Não...

    Acho melhor não.
    Deixa que eu dou o meu jeito.

    ResponderExcluir

Confissões